Nível de Aplicação

Na estrutura da hierarquia de representações simbólicas, o nível de aplicação assume o papel de enfatizar a distinção e tradução de significados inerentes aos diversos componentes de um registro digital, juntamente com as relações subjacentes. Nesse nível, as representações simbólicas transcendem a mera descrição de caracteres individuais, abrangendo a identificação e o delineamento de valores semânticos emergentes dos contextos nos quais os componentes estão inseridos. A ênfase recai não somente sobre a interpretação dos componentes individuais, mas também, e sobretudo, nas relações, que variam em complexidade, que se estabelecem entre eles. Cada componente - seja ele um texto, uma imagem ou outra unidade semântica - é reconhecido para também representar suas relações com os demais componentes, expressando o contexto em que ele ocorre. Consequentemente, o contexto é articulado pela interação dos componentes, colaborando para a formação de significados. Portanto, em contraposição ao nível de caracteres, que lida com a representação literal dos símbolos, uma característica distintiva da representação simbólica do nível de aplicação captura significados contextuais.


A expressividade de significados contextuais é alcançado por meio de regras, convenções e algoritmos que mapeiam os símbolos do nível de caracteres para conceitos e estruturas semânticas. Em efeito, os significados contextuais são expressos através da articulação de recursos como diagramação dos componentes, coloração e formatação. Com essas articulações, relações entre componentes são expressas. Por exemplo, a relação de destaque pode ser expressa por meio de grifos como negrito, itálico, coloração ou tamanho, indicando palavras de maior importância em relação a outros componentes do registro digital. Outro exemplo é a relação de referência, na qual o posicionamento de um texto próximo a uma imagem sugere que o conteúdo textual possui vínculos com informações expostas na imagem.  Dessa forma, o elo entre os níveis de caracteres e o de aplicação agrega valor semântico por meio da atribuição de interpretações contextualizadas, superando as meras definições literais. Essa tradução é fundamental para capturar a riqueza de informações contidas em registros digitais e expressá-las de maneira mais profunda e compreensível.

 

 

Anterior Próxima